22/01/2014

Será que preciso mesmo?




Não sou contra consumir ... amooo comprar!
Mas a cada dia me faço a mesma pergunta:
Será que preciso mesmo?
Estou ficando cada dia mais velha e chata! kkk
Essa ânsia de comprar o novo, o "melhor", o mais caro não me seduz.
Juro que não entendo o ter pra ter e pior ainda... o ostentar!!!
Clarooo que faço compras por impulso.
Coisas pequenas... um shampoo novo, um chocolate diferente e até uma blusinha.
Além, é claro, a banca de revistas... minha perdição!
Mas são pequenas indulgências, a meu esforço diário,em ganhar meu dinheirinho.
Não entendo quem troca a cozinha toda, só por que a moda é tudo em inox e antes era branquinho...
Não entendo como um celular passa de fantástico a obsoleto, em 6 meses.
Não entendo uma pessoa que muda seu estilo de vestir a cada temporada.
Não entendo quem paga aluguel, mas engata um financiamento no outro pra sempre ter o carro do ano.
Já disse: estou ficando chataaaa.

Sei que vivemos em um mundo de simulacro, onde ter/mostrar é o importante.
Mas e quem não tem ... é ninguém?!
Mil vezes meu carro velhinho e que funciona perfeitamente e dinheirinho no bolso pra passear com o filhote e o maridex.
Minha geladeira é megaaa velha, mas não vou fazer prestação pra uma nova, enquanto ela funcionar.
Meu sofá creuza só foi aposentado, por que o filhote cresceu e amamos ver tv juntos. Isso sim, é motivo pra um upgrade, então um novo sofá entrou em cena.
E mesmo assim, só depois de muita pesquisa, com cupom de desconto, frete grátis e preço de promoção.
Eu também sou Classe C.
Também quero ter as coisas.
Mas será que queremos por nós, ou pra mostrar pros outros?
O que estamos ensinando pra nossos filhos?
Será que você precisa passar o dia todo, e mais um pouco no trabalho, pra pagar o carro novo/ eletrodomésticos/roupas caras/ etc.
Não seria melhor ter menos, pra trabalhar menos e passar mais tempo cuidando de quem você ama?
Por que "o ter" não é quem somos.

Vou continuar me perguntando... será mesmo que preciso???









10 comentários:

  1. Nossa!!! Que postagem maravilhosa.. È o que sinto e penso simplesmente todos os dias, amei!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que bom, você pensa da mesma forma que eu!
    Andava sentindo algo estranho. Todos que me cercam vivem um consumismo desenfreado, e não vejo razão para se comprar comprar e comprar.
    Prefiro usar até quebrar/gastar ou, se possível, reutilizar.
    bjs!

    ResponderExcluir
  3. Ahhh Lia, como eu me identifico com esse post viu... sou exatamente assim também! Não consigo compreender que ânsia é essa de ter, comprar, último modelo, etc...
    Prefiro me ocupar e fazer planos com outras coisas...

    Bjks*

    Visite meu bloguito!
    Cor De Coração ♥

    ResponderExcluir
  4. Tô contigo é ñ abro Lia,eu agora tbm penso antes de comprar,a uns meses atrás eu estava com uma mania de comprar tudo q via q tinha cup cakes,mas vai eu mesmo me toquei e comecei a perceber que eu compra simplismente pra fotografar,postar no blog e depoid os bichinhos ficavam guardados no armário,agora minha mania é comprar pratos de melanina ,mas tbm estou conseguindo me controlar,até roupas agora só compro se realmente preciso.

    bjinhooos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lia! Também penso assim. Um dias desses, uma pessoa me visitou e disse : seu quarto está uma gracinha, mas quando vc puder, compra uma televisão "fininha" para colocar aqui. A TV do meu quarto é tela plana, mas do modelo antigo, porém é ótima e funciona super bem. Porque comprar outra? Fiquei indignada!! Bjs

    ResponderExcluir
  6. Vc tem toda razão, mas há aqueles que como eu têm vício de comprar. Assim como alguns são viciados em álcool, outros em comida, outros em sexo, há quem sinta prazer em comprar e talvez esse prazer esteja preenchendo algum vazio.
    Eu estou sempre endividada e emendo um empréstimo atrás do outro. Vivo presa a isso.
    Mas não quero mais ser assim. Neste ano quero ser como vc , ser uma pessoa que consome por necessidade, não por impulso, ser uma consumista consciente. Bj. Bela reflexão a tua e também serviu pra que eu pudesse refletir mais uma vez sobre o tema e eu preciso refletir muito pra mudar de atitude.

    ResponderExcluir
  7. Menina, penso exatamente assim.
    Aqui estou na fase de destralhar... doando muuuuita coisa... e sempre tem mais prá doar.
    Incrível como compramos e acumulamos tantas coisas sem uso e sem sentido, né?
    beijinhos e bom findi!
    Ro

    ResponderExcluir
  8. Oi Lia, é bom ver que não sou um ser estranho, que tem mais gente que pensa e faz como eu. Antes de comprar sempre me pergunto: preciso ou quero? Mas como você tem momentos que o impulso me domina, mas coisas leves também, nada caro demais. Eu tenho meu pensamento sobre quem compra demais e ostenta, mas guardo para mim. Assim como desejo que não me julguem por ser assim, pois muitas vezes desconhecem minha essência, e só vêem o papel de presente. Bjs, amei o post!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Lia, é bom ver quem tem mais gente que pensa e faz como eu.Sempre pergunto eu preciso ou quero?
    Muitas vezes sou julgada por estar fora dos padrões, mas eles me julgam pelo papel de presente e não a minha essência.
    Bjs. adorei o post.

    ResponderExcluir
  10. Lia , adorei seu texto .
    Sempre ensinei pros meus filhos essa questão de ter por ter , as pessoas parecem que tem uma necessidade de ter mais do que ser .A felicidade esta mais no simples , no ser e menos no ter.
    Parabéns !!!!

    ResponderExcluir

Amooo comentários ... me faça feliz e deixe o seu.

sprintrade network